No mês de Março não tem nenhuma data comemorativa referente a relacionamentos, mas quem disse que precisamos de datas para falar de amor?

A Netflix é uma ótima companheira tanto para quem está num relacionamento quanto para quem não está, sempre trazendo um menu cheio de opções e com vários gêneros diferentes, além de que com o passar dos meses está sempre recebemos muitas novidades no catálogo agradando os amantes de seriados e os apreciadores de filmes.

Porém, tem momentos que não sabemos o que assistir, não é mesmo? Ficamos horas e horas pesquisando e nada! Para facilitar a sua vida selecionei alguns filmes que falam sobre amor em várias perspectivas diferentes: amor à distância, amor entre amigos, amor que com os dias contados, aquele amor avassalador, entre outros. Dentro dessa temática ainda temos filmes alternativos, espanhóis, ganhadores de Oscar e com um elenco de primeira, tudo para você se apaixonar e conferir toda essa lista sem se arrepender.

Confira a lista com os melhores filmes que falam sobre relacionamentos amorosos da Netflix:

 

10. Um Porto Seguro

Baseado em uma obra de Nicholas Sparks que já teve vários de seus livros adaptados para o cinema, tais como: Diário de uma paixão (2004), Querido John (2010), A última Música (2010).

Em “Um Porto Seguro” é retratado o romance de Katie (Julianne Hough) e Alex (Josh Duhamel). Katie luta contra as coisas que aconteceram no seu passado e a ideia de construir um relacionamento, mas acaba se interessando cada vez mais por Alex, um pai viúvo com dois filhos.

Considero uma boa adaptação com um final é surpreendente, além de no elenco termos o Josh Duhamel que é um ator consistente em fazer filmes deste gênero, ainda há uma oportunidade de conhecer o trabalho de Hough que cumpre bem o seu papel.

 

9. (Des) Encontro Perfeito

Uma das comédias românticas mais divertidas da atualidade “(Des)encontro” desenvolve a narrativa de Jack (Simon Pegg), um homem que está em uma estação para realizar um encontro às cegas, mas confunde Nancy (Lake Bell) com uma garota que pretendia conhecer e ela decidi assumir outra identidade e se afundar em uma montanha de mentiras. Conforme ela vai desfazendo as mentiras acaba despertando o interesse de Jack e a forma como tudo acontece é muito inusitada.

O tema “conhecer pessoas pela internet” está presente em nosso cotidiano já que as pessoas frequentemente se conhecem por apps ou pela internet e estão sujeitas a vivenciar a mesma situação de Jack e Nancy.

 

8. Um Dia

“Um Dia” é baseado no best-seller homônimo do próprio roteirista David Nicholls focado na relação de Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgees) que com o passar do tempo fica cada vez mais forte e mesmo tendo que seguirem caminhos diferentes em suas vidas, nunca perdem contato um com o outro. “Um Dia” é daqueles filmes que deixam uma lição admirável sobre viver o presente, pois não tem melhor forma de ser feliz.

Anne Hathaway como sempre está magnífica, quanto ao ator Jim Sturges o vi atuando pela primeira vez em “Quebrando a Banca” (2008) que é um dos meus filmes favoritos e aqui os dois juntos trabalham muito bem suprindo as expectativas de quem leu o livro.

 

7. Paixão sem Limites

Mario Casas (Hache) e María Valverde (Babi) interpretam um casal que vivem um amor proibido e que você vai torcer por eles do começo ao fim. O filme espanhol “Paixão Sem Limites” carrega uma série de clichês do amor proibido em que a garota perfeita se apaixona pelo cara perdido e juntos vão viver uma jornada de riscos.

O diferencial aqui são as subtramas e a química do casal que transparece emoções e que com certeza vai te cativar pela atitude de Hache e as mudanças de Babi, que passa a olhar a vida com outros olhos e se dispõe a enfrentar o mundo para viver o seu amor.

 

6. Amor à distância

A história fala sobre Erin (Drew Barrymore) e Garret (Justin Long) que se conheceram no verão, viveram cada dia como se fosse o último, ambos não estavam dispostos a assumir um relacionamento até que química entre os dois se tornou intensa, mas Erin precisa voltar para São Francisco e Garret seguir para Nova York por causa de seu emprego, com isso eles precisarão manter um relacionamento à distância.

O filme vai fazer com que muitas pessoas que vivem ou viveram um namoro à distância se identifiquem por tratar tudo de forma muito real e expor o ângulo do casal e das pessoas que os cercam.

A química foi tanta que o Long e Barrymore engataram um relacionamento na época.

 

5. Amor e Outras Drogas

Anne Hathaway é uma das atrizes mais queridas de Hollywood com um carisma natural e uma carreira de sucesso com filmes como: “O diabo veste Prada” (2006), “Os miseráveis” (2012) e “O Diário de Uma Princesa” (2012). Já o Jake Gyllenhaal é um ator consolidado, que assim como Anne carrega grandes sucessos com: “O Abutre” (2014), “Os Suspeitos” (2013), “O Segredo de Brokeback Mountain” (2006), entre outros.

No filme “Amor e Outras Drogas” os dois atores trabalham juntos retratando a história de Maggie (Anne Hathaway) que sofre de uma doença que não tem cura, por isso quer aproveitar sua vida da melhor forma possível até que Jamie (Jake Gyllenhall) cruza o seu caminho esbanjando o seu jeito sedutor, o que ele não imagina é que esta prestes a conhecer o seu par.

O amor se apresenta no filme como uma “droga” que pode curar a mágoa dos dois, fazendo jus ao título do longa.

 

4. Simplesmente Acontece

Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são melhores amigos e conviveram juntos praticamente a vida toda até que ela engravida na festa de formatura e eles que haviam combinados de fazer faculdades juntos tem que se separar e seguirem com suas respectivas vidas.

O filme é baseado em um livro, escrito de forma peculiar através de mensagens de texto, cartas, e-mails entre outros meios de comunicação. Ainda que tenham sido surpreendidos pelos acontecimentos da vida, muitas reviravoltas ainda acontecem.

 

3. Será que?

Eu lembro quando estava no cinema e vi o trailer de “Será Que?” e na hora me cativou pela sua simplicidade e por ter o Daniel Radcliffe, Zoe Kazan e o alívio cômico vivido por Adam Driver (Allan) que tem o papel de indagar diversas questões na cabeça de Wallace.

Chantry (Zoe Kazan) e Wallace (Daniel Radcliffe) são dois amigos que tem uma química perceptível e que passam a fazer tudo juntos e com o tempo percebem suas afinidades. Todavia, Chantry tem um namorado e Wallace precisa engolir os seus sentimentos enquanto ela não consegue entender o que sente.

“Será Que?” é uma comédia romântica sobre amor e amizade que levanta várias questões sobre o verdadeiro significado do amor e a importância da amizade.

 

2. Loucamente Apaixonados

Essa é uma das histórias de amor mais lindas contadas em filmes, “Loucamente Apaixonados”, conta a história da inglesa Anna (Felicity Jones) que estuda nos EUA e neste período conhece Jacob (Anton Yelchin), um jovem americano. Eles ficam loucamente apaixonados, mas ela ultrapassa um limite de estádia e é expulsa do país. Agora morando em continentes diferentes, eles vão tentar manter o relacionamento e enfrentar as diversas dificuldades que vão colocar a prova o amor dos dois.

O filme rendeu o prêmio de Melhor Filme em 2011 no Festival Sundance e Melhor Atriz para Felicity Jones. Trata-se de um longa delicado que emociona e envolve o espectador.

 

1. O Lado Bom da Vida

“O Lado Bom da Vida” é baseado num livro intitulado com o mesmo nome, e fala sobre Pat, um personagem construído de forma primorosa por Bradley Cooper que sofreu um surto psicótico após descobrir uma traição de sua esposa, para se tratar passou um tempo internado em um manicômio e ao sair da clínica ele conhece Tifanny (Jennifer Lawrence), uma jovem cheia de problemas e que perdeu o marido recentemente.

No elenco um dos grandes destaques é Robert de Niro que vive o pai de Pat e tem falas sábias e bem construídas que agregam muito ao longa, que eu considero um dos filmes que particularmente mais gosto.

Este filme não explora perfeição, fala sobre os defeitos e imperfeições do ser humano e a possibilidade de enxergar o seu melhor através do outro, portanto está nessa lista em primeiro lugar.

 

SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação, adoro ensinar e trocar conhecimento. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.