O enorme sucesso recente de “Logan” e o grande sucesso de “Deadpool” no ano passado demonstrou que o gênero de super-herói está pronto para certas mudanças, recebendo muito bem produções de conteúdo adulto diversificado, lucrando tanto no drama quanto na comédia, a Cine Mundo resolveu selecionar para os fãs de quadrinhos alguns longas de super-heróis de conteúdo para maiores, confiram abaixo quais foram os selecionados:

 

Watchmen (2009)

Em 1985, em um mundo povoado por super-heróis, o supergrupo “Watchmen” se separou e abandonou suas identidades secretas, mas o assassinato do Comediante (Jeffrey Dean Morgan), um dos membros do grupo, fará com que Rorschach (Jackie Earle Haley) faça uma investigação e descubra uma conspiração por trás de tudo ao mesmo tempo em que memórias do passado do “Watchmen” são revividas.

“Watchmen” adapta o clássico quadrinho de Alan Moore pelas mãos de Zack Snyder, que apesar de resumir e adicionar elementos visuais do diretor, mantém o conteúdo crítico e sombrio da história que lida com desconstrução dos super-heróis com comentários políticos, sociais e religiosos além de falar abertamente sobre vários assuntos tabus.

 

Liga da Justiça – A Nova Fronteira (2008)

Durante a paranoia da Guerra Fria, Superman, Batman e Mulher-Maravilha se tornam investigados do governo, mas diante de uma terrível ameaça que surge sobre o planeta eles se unirão a Flash, Lanterna Verde e Caçador de Marte para formar a Liga da Justiça e salvar o mundo.

“Liga da Justiça – A Nova Fronteira” é um dos melhores filmes animados da DC, apesar de ser um desenho aqui essa produção tenta mergulhar em elementos complexos como feminismo, Guerra Fria, preconceito, isso tudo sem perder os conceitos básicos de ação, aventura, humor e heroísmo de uma história de supergrupo da DC, além de adicionar um certo nível de violência a mistura do longa.

 

Deadpool (2016)

Após o ex-militar e mercenário Wade Wilson (Ryan Reynolds) se descobrir com câncer, para se curar e ser feliz com sua namorada ele se submete à um experimento do governo que irá curá-lo e ainda lhe dar incríveis habilidades, mas algo dá terrivelmente errado deteriorando todo seu corpo, agora ele partirá atrás daqueles responsáveis pelo experimento em busca de vingança.

“Deadpool” abriu as portas para reinventarem o gênero, com pouco orçamento e muita liberdade Ryan Reynolds e Tim Miller mostraram que o público adulto estava pronto para receber ideias controversas, muita violência e um material feito para fãs, o que possibilitou que se abrissem portas para os conceitos de “Logan”.

 

Batman Vs Superman – A Origem da Justiça: A Edição Definitiva (2016)

Dezoito meses após a batalha entre general Zod (Michael Shannon) e Superman (Henry Cavill) em “O Homem de Aço”, com a população dividida entre aqueles que apoiam e os que são contra o kryptoniano, nós somos apresentados à um Bruce Wayne/Batman (Ben Affleck) maduro e enraivecido focado em caçar e destruir Superman, a rivalidade entre os dois cresce ao decorrer da história, paralelo à isso Lex Luthor (Jesse Eisenberg) arquiteta um plano com o único objetivo de provar seu ponto de vista à respeito do herói de Metropólis.

O conceito que Snyder tinha para seu filme foi extremamente picotado e editado e entregue ao cinema, o que distanciou muitas pessoas, mas em sua versão especial de censura alta compreendemos bem o paralelo feito entre os atos de Clark e Bruce e a construção do audacioso plano de Luthor nos mostrando aos poucos como manipulou a mídia, a política, o povo e os dois heróis. O filme resgata elementos de quadrinhos como Cavaleiro das Trevas e jogos como Injusticed em um filme que debate os atos opressivos e a raiva incontrolável de Batman, os demônios internos de Superman e seu papel no mundo além das diferenças nas relações humanas que tem com seus pais e como elas os moldaram como são e ainda nos brinda com a união de Mulher-Maravilha, Batman e Superman contra Lex e Apocalypse.

 

Logan (2017)

Na trama situada em 2029, após quase todos os mutantes terem sido exterminados pela Corporação Essex, Logan/Wolverine (Hugh Jackman) está envelhecido e com fator de cura enfraquecido caminhando por um mundo pós-apocalítico acompanhado de Charles Xavier (Patrick Stewart) que agora sofre de Alzheimer, juntos devem ajudar e proteger Laura Kinney (Dafne Keen) das mãos do mercenário Donald Pierce (Boyd Hollbrook) e seu grupo de super-soldados.

“Logan” mal chegou, mas já merece figurar entre essas obras, com uma crônica apolítica de formação de família que caminha entre o drama e o faroeste de ação de 70 e trabalha os limites da selvageria e a humanidade de Wolverine além de mergulhar em conceitos de remorso, redenção e esperança e conduzir o espectador por uma obra que evita auto explicações e valoriza a linguagem do cinema.

 

Menção Honrosa: Corpo Fechado (2000)

Após um acidente de trem David Dunne (Bruce Willis) sobrevive de forma ilesa, e isso chama a atenção de Elijah Price (Samuel L. Jackson), um misterioso homem que acredita que David seja um tipo de super-herói com habilidades extraordinárias, agora aos poucos os dois tentarão descobrir o porquê de David ter sobrevivido ao acidente.

“Corpo fechado” é mais um filme de Shyamalan com uma construção de suspense realista que flerta com um mundo místico misterioso, apesar de não ser baseado em nenhum quadrinho como os outros filmes citados até agora ele merece ser mencionado, afinal é uma bela homenagem a todo esse material da DC e Marvel. Nessa produção, M. Night Shyamalan aplica uma certa desconstrução dos padrões normais de histórias de super-heróis nessa origem de herói elaborada, recheada de técnica cinematográfica, dotada de texto rico e extremamente chocante.

SHARE
Otávio Renault
Nascido em São Joaquim da Barra interior de São Paulo, sou um escritor, cineasta, fotógrafo, desenhista e autor na Cine Mundo, além de um cinéfilo fã de Quentin Tarantino, J.J. Abrams, Neil Gaiman, viciado em séries e leitor de quadrinhos/mangás.