As melhores séries da Netflix de 2017

Esse foi um ótimo ano para a Netflix, que vem conquistando mais público a cada dia, com seus filmes, séries e documentários originais. No nosso especial de fim de ano, separamos as melhores séries da plataforma em 2017. Confira:

Atypical – 1ª temporada

Atypical é uma comédia dramática sobre a vida de Sam, um adolescente com autismo que decide arrumar uma namorada. A série tem um clima leve e descontraído, traz personagens carismáticos e conquista com um enredo despretensioso e bem humorado. Vale a pena conferir!

Stranger Things 2ª temporada

Em seu segundo ano, Stranger Things chega ainda melhor nessa temporada. Um ano se passou após o resgate de Will do Mundo Invertido e novos eventos sobrenaturais começam a acontecer em Hawkins. Mais uma vez o elenco infantil da um show de atuação, a trilha sonora está impecável e a narrativa prende o público do início ao fim.

Justiceiro – 1ª temporada

Após vingar a morte de sua família na 2ª temporada de Demolidor, Frank Castle retorna agora em sua série solo, revelando mais detalhes sobre seu passado e o assassinato de sua família. O Justiceiro tem um clima bastante violento, pouco visto em produções da Marvel, mas que se encaixa totalmente no perfil do personagem. O ator Jon Bernthal mostra mais uma vez que sua escolha para o papel do anti herói foi um tremendo acerto para a Netflix. 

The Sinner – 1ª temporada

The Sinner é uma minissérie de 8 episódios, que tem como premissa o assassinato aparentemente aleatório de um rapaz por uma mãe de família, que passeava na praia com o marido e filho. É a partir desse ponto que a narrativa é construída de maneira inteligentíssima e imprevisível. As revelações sobre a motivação da protagonista são feitas lentamente durante o decorrer da série, causando profunda imersão do público na história.

Mindhunter – 1ª temporada

Mindhunter é baseada no livro escrito por John E. Douglas, ex-agente do FBI, especialista em análise de perfis de criminosos e serial killers. A série de investigação policial apresenta uma trama psicológica inovadora para esse gênero. Aqui não há tiros, perseguições ou cenas de ação, a narrativa se constrói essencialmente através de diálogos e nos conflitos pessoais dos personagens.

Dark – 1ª temporada

Estreando como a primeira produção alemã da Netflix, Dark virou sucesso absoluto assim que entrou no catálogo. A narrativa é bastante complexa e misteriosa, traz personagens enigmáticos e aborda temas como viagem no tempo, física e religião. Talvez tenha sido justamente a forma como esses elementos foram associados que proporcionaram o sucesso da série.

Veja também:

Crítica: Atypical 

Crítica: Stranger Things – 2ª temporada

Crítica: O Justiceiro

Crítica: Mindhunter