[Crítica] Jane The Virgin

 

cf1d9d8c2e6def619dc4619e08e2

A velocidade em que termino de assistir a temporada de uma série é um dos fatores que torna possível identificar se ela é realmente interessante, a série tem que me prender, foi assim que identifiquei “Jane the Virgin” como uma de minhas favoritas. A série que lá nos EUA é transmitida pela The CW desde 13 de outubro de 2014. É uma adaptação da telenovela venezuelana “Juana la virgen” criada por Perla Farías. Para minha alegria e dos demais fãs o seriado teve a segunda temporada confirmada.

A série que gira em torno da mudança brusca na vida de Jane, começa quando ela ainda era uma garotinha, no exato momento em que sua avó a convenceu de duas coisas: novelas são a mais alta forma de entretenimento e mulheres devem proteger a sua virgindade à qualquer custo. Os anos se passaram e agora com 23 anos, a vida de Jane de repente se tornou tão dramática e complicada como as novela que ela sempre acompanhou, já que uma série de eventos surpreendentes e inesperados fazem com que ela seja inseminada artificialmente.

Engraçada e emocionante, a série te prende pela impossibilidade dos fatos, levando a pensar que realmente se trata de uma novela mexicana, afinal traz personagens e situações improváveis. Não tem um único episódio que termine sem te deixar “roendo as unhas” pelo próximo.

Os personagens são os mais diversificados e divertidos, Jane Villanueva, a garota que dá nome a série é uma jovem de 23 anos, independente e muito inteligente, que havia optado por esperar para perder sua virgindade somente após o casamento, ela porém acaba engravidando da forma mais improvável, através de uma inseminação artificial que só aconteceu por engano médico. Como qualquer boa novela mexicana as coincidências começam ai, a médica é irmã do dono de um hotel de luxo e também velho conhecido da mocinha, eles já tinham se beijado alguns anos antes, o charmoso Rafael Solano.

Jane The Virgin -- Image Number: JAV1_Cast.jpg -- Pictured (L-R): Yael Grobglas as Petra, Ivonne Coll as Alba, Brett Dier as Michael, Gina Rodriguez as Jane, Justin Baldoni as Rafael, Andrea Navedo as Xo and Jaime Camil as Rogelio -- © 2015 The CW Network, LLC. All rights reserved.

Até o incidente que muda a vida de Jane ela namorava com Michael Cordero, detetive, que estava prestes a pedir a mão dela em casamento. Rafael também não estava sozinho, estava noivo de Petra, mulher difícil que fará de tudo para ficar com ele. Mesmo com todos os obstáculos ao saber que está gravida Jane procura saber mais sobre o doador e assim acaba atraída por Rafael, mesmo sabendo tão pouco sobre ele. O drama principal gira em torno das dúvidas impulsionadas pelo coração da protagonista.

Antes de cada capítulo temos um pouco da história de Jane e de sua relação com as duas mulheres mais importantes de sua vida, sua avó e sua mãe Xiomara Villanueva, que sonha se tornar uma cantora famosa. Xiomara esconde um segredo de Jane, a identidade de seu pai biológico.

Dramas familiares, romances conturbados, mortes inesperadas (e até mesmo engraçadas) e a grande dúvida: Quem vai ficar com Jane? Estão presentes do começo ao fim da temporada. Uma teia, que liga as histórias de cada personagem e cada acontecimento, vai sendo construída durante cada capítulo e o final não poderia nos deixar mais ansiosos pela segunda temporada.

JANE-THE-VIRGIN2

Título: Jane the Virgin

Gênero: Comédia, Romance

Roteirista: Jennie Snyder Urman; Ben Silverman; Gary Pearl; Jorge Granier; Brad Silberling

Elenco: Gina Rodriguez; Andrea Navedo; Yael Grobglas; Justin Baldoni; Ivonne Coll; Brett Dier; Jaime Camil

Número de temporadas: 1

Número de episódios: 22

SHARE
Juliana Schmidt
Sou do tipo que chora em filmes, séries e livros, por isso mesmo me considero uma apaixonada. Reparo em coisas que pouca gente presta atenção como figurinos, cenários e trilhas sonoras.