12032640_10152992991431793_8697211072634789689_o1

Jogos Vorazes sempre foi minha saga favorita, tanto pela crítica a sociedade atual firmada no contexto pós-apocalíptico como na construção dos personagens, densos e um tanto atormentados, afinal nada mais natural para jovens que passaram por tantas dificuldades. A saga sempre se diferenciou por dar mais importância a conceitos como a desigualdade, o abuso de poder e a manipulação da mídia, do que ao próprio triângulo amoroso Katniss, Peeta e Gale.

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, começa exatamente de onde o filme anterior parou com uma Katniss (Jennifer Lawrence) machucada por dentro e por fora em reflexo ao sofrimento e a raiva infligida à Peeta (Josh Hutcherson) pela Capital. A protagonista contraditória tanto nos livros como no filme, nesse último capítulo percebe como vem sendo só mais uma peça nas mãos de Alma Coin (Julianne Moore), a presidente do Distrito 13, e Plutarch (Philip Seymour Hoffman), idealizador dos jogos.

283381

Essa questão que já havia começado a ser mostrada na primeira parte de A Esperança, torna as coisas mais difíceis para Katniss, que começa a se questionar sobre quem são seus aliados e seus inimigos, a força do tordo só reaparece quando ela percebe que o pesadelo só irá acabar quando ela fizer justiça com as próprias mãos. A partir daí a Capital vira a mais nova arena, desse momento em diante a ação engrena, rendendo boas cenas de ação e tensão. A essência visual da franquia é mantida com um ambiente um tanto quanto obscuro.

Jogos-Vorazes-Esperanca-final

O filme se mostra bastante fiel ao livro, por isso mesmo, esperamos por um final idêntico ao criado por Suzanne Collins, e caminhava para isso, o próprio Gale (Liam Hemsworth) define (o que os leitores já sabiam): “Katniss vai escolher aquele sem o qual ela acha impossível sobreviver”. A heroína da história nunca conviveu com realizações e sua história sempre foi construída por uma visão pessimista, o que a tornava diferente, corajosa e desafiadora. Mas parece que a vontade do diretor Francis Lawrence de agradar um público acostumado ao felizes para sempre foi maior.

SS_D150-44377.dng

O final não desmerece a franquia, mas é um pouco colorido e feliz demais para uma história de tanto sofrimento e de tantas perdas. O casal, Katniss e Peeta, apresentado na conclusão do filme estão mais para a família perfeita e em nada tem haver com o casal perturbado apresentado no epílogo do livro, o diretor deixou de aproveitar aquilo que tornava a história especial a fim de agradar aqueles que não leram ou aqueles que leram mas esperavam um final mais feliz e bonitinho, ignorando e desmerecendo todo o sofrimento dos personagens até então. O que começou como uma distopia passou rapidamente a ser uma utopia. O filme ainda sim é excelente, conclui muito bem a saga e com certeza merece ser visto.

Trailer:

Data de lançamento: 20 de novembro de 2015 (EUA)

Direção: Francis Lawrence

Gêneros: Aventura/ Ficção científica

Elenco: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson.

SHARE
Juliana Schmidt
Sou do tipo que chora em filmes, séries e livros, por isso mesmo me considero uma apaixonada. Reparo em coisas que pouca gente presta atenção como figurinos, cenários e trilhas sonoras.