Todos os países já enfrentaram problemas na área da educação, porém alguns entendem que para que haja desenvolvimento é importante priorizar o ensino, enquanto outros não colocam isso nem perto da lista de prioridades. No filme ‘‘O Melhor Professor da Minha vida’’ conhecemos a história do professor François Foucault, que ministra aulas de literatura no Liceu Henri IV, uma escola particular e renomada de Paris. Após um encontro inesperado, ele acaba sendo transferido para uma escola da rede pública, no subúrbio da cidade. Lá o professor vai enfrentar muitas dificuldades para ensinar e impor respeito aos alunos. O desafio é justamente colocar a educação como prioridade pensando em um plano eficaz para que todos tenham o mesmo tipo de aprendizado independente da classe social, porém poucos são aqueles que querem se habilitar para distribuir conhecimento nas áreas mais carentes.

Esse filme francês é dirigido e roteirizado por Olivier Ayache-Vidal e conta com Denis Podalydès no papel de François Foucault, o professor que passa pelo desafio de ensinar numa escola pública e começa a perceber as inúmeras falhas no sistema de educação e tenta fazer a diferença para sanar esses problemas. Para isso ele não precisa lidar apenas com os alunos, como também com os próprios diretores e professores que parecem desconhecer o método ideal para ensinar, todavia o seu maior impasse ocorre com o aluno Seydou (Abdoulaye Diallo), que irá dificultar muito o seu trabalho, mas também resultará em um grande aprendizado.

Todo mundo clama por mudanças, mas poucos são capazes de mudar algo. Quando  François conhece a funcionária do ministério da educação e comenta sobre o sistema de ensino, ela o coloca a frente de uma possibilidade de mudança, mas o desafio não é fácil, pois os alunos são resistentes e muitas vezes não querem aprender e não entendem que a educação pode ser o grande passaporte para sair da pobreza. O maior desafio de François, que antes tinha uma postura rígida, é descobrir como se comunicar com esses alunos, mas aos poucos ele começa a entender a linguagem da turma e passa a buscar novas formas de interação, atraindo o interesse deles na disciplina.

As analogias ao pensamento do escritor Victor Hugo e a visita ao Palácio de Versalhes abrilhantam a história, sem contar que o roteiro promove uma grande reflexão que pode ser feita dentro de casa, no ambiente escolar, no local de trabalho e pelo poder público. É um filme que deve ser visto por todos.

Na fotografia temos a direção marcada por ângulos e enquadramentos que trabalham o ambiente das salas de aulas em planos abertos contemplando ao máximo o espaço, mas no geral o filme mantém escolhas convencionais e funcionais para a sua estética visual. O mesmo vale para a arte, que se utiliza de tons vivos para enfatizar a escola, auxiliando a narrativa do longa, assim como figurinos bem adequados ao professor e seus alunos, porém nada muito surpreendente.

“O Melhor Professor da Minha Vida” é um filme que discute questões pertinentes a educação, trazendo uma reflexão extremamente atual. Além disso, o longa mostra a presença de imigrantes que também precisam se adequar ao sistema de educação do novo país que habitam, demostrando a importância do professor na vida e na formação de seus alunos.

REVIEW OVERVIEW
Roteiro
8
Direção
8
Atuações
8
Direção de Fotografia
7
Direção de Arte
7
SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação, adoro ensinar e trocar conhecimento. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.