Com direção de Chris Renaud e roteiro de Brian Lynch, em “Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2” os personagens Max, Duke, Chloe, Gigi e Bola de Neve estão de volta e vamos acompanhar as peripécias desses pets com alguns novos integrantes e, um em especial que se chama Galo e será um condutor para a vida do nosso adorado Max que vai se ver diante de situações que cobram mais coragem do cachorro.

Max e Duke após todos os acontecimentos se tornam amigos, e a dona deles se casa e tem um filhinho que vira o grande xodó dos dogs, mais tarde eles decidem viajar e todos embarcam nessa aventura. Duke está feliz e Max se mantém um pouco irredutível para se divertir, pois ele não é um grande fã do campo, preferindo a cidade. No entanto, no decorrer da jornada ele conhece o Galo e aprende muitas lições com ele, se encorajando. Nós não chegamos a conhecer muito sobre o passado do Galo então se deduz que as experiências passadas para o Max foram adquiridas pelo tempo, sendo assim, uma boa lição que pode ser transmitida para as crianças é que elas escutem os mais velhos e que enfrentem os seus medos.

Crítica: Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2

Enquanto isso, as coisas acontecem normalmente na cidade, ou melhor não muito normal, já que os Pets a pedido de uma cadelinha, a Dayse, precisam salvar um tigre que foi sequestrado por um circo e está sofrendo maus-tratos, para isso ela solicita a ajuda de Bola de Neve que acredita ser um super-herói e juntos conseguem resgatar o tigre, mas ficam diante de dois dilemas, o primeiro deles é onde alocar o bichinho que não é tão pequeninho assim, e o segundo é que o dono do circo não vai deixar barato e irá mandar os seus lobos caçarem para trazerem de volta.

Assim como no filme anterior, Pets 2 mantém a qualidade e design de animação padrão da “Illumination”, o que pode agradar quem já conhece o padrão ou desagradar o público que espera por algo diferente e inovador. A fotografia é cheia de muitas cores vivas que destacam o tom leve e cômico da história, desenvolvimento dinamismo entre as cenas e diferenciando cada um dos inúmeros personagens da trama.

Nós amamos nossos pets, mas será que os conhecemos bem? Todas essas aventuras de “Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2” irá mostrar que eles vão muito além do que nós pensamos, demonstrando o quão unido e parceiros eles são um com o outro independente de sua raça, já que o filme é uma verdadeira mistura de pets de todos os tipos.

A dublagem brasileira no geral é boa contando com nomes conhecidos como, Dalton Mello, Thiago Abravanel e Dani Calabresa e parece que o filme cresceu um pouco em comparação ao primeiro que contava apenas com a história principal de Max. Neste, o longa continua tendo Max como o protagonista, porém concede uma atenção maior aos outros personagens, seguindo a linha do entretimento. Arrisco dizer que é uma obra muito mais direcionada para crianças do que para adultos por isso, acredito que o intuito não é fazer uma crítica social ou colocar um peso emocional, mas sim entreter e eis que durante 1h 26 minutos ele consegue atingir esse objetivo.


Trailer:

REVIEW OVERVIEW
Roteiro
6
Direção
6
Dublagem
6
Direção de arte
6
Direção de fotografia
6
SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação, adoro ensinar e trocar conhecimento. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.