[Análise] Se eu Ficar

Se eu ficar, é um drama lançado em 2014 baseado no best-seller de gayle forman e sendo um dos primeiros livros da autora a ser adaptados as telas. O filme traz a historia de uma jovem violoncelista chamada Mia hall(Chloë Grace Moretz). Que decide escolher se vai para Juilliard seguir sua carreira de musical, ou se fica por toda a sua vida ao lado do namorado Adam (Jamie Blackley). e tudo começa a se complicar após um acidente de carro que sofreu com a família. E acaba perdendo eu pai (Joshua leonard), sua mãe (Mireille enos) e seu irmão Teddy (Jakob davis). Num instante que ela entra em estado de coma, ela começa a refletir sobre o passado com o seu amor, e suas intrigas com ele. Ao mesmo tempo ela só vivia com ele. Mas ela também é chegada na amiga Kim (Liana Liberato) que é uma recente fotografa da escola. Sem perder a esperança de voltar a viver, ela recebia a visita de parentes e da amiga no Hospital e principalmente do Adam. que tentou por inúmeras vezes chegar perto de mia e no fim acabou conseguindo o que queria.

se_eu_ficar_-_chloe_moretz
Esse filme me fez pensar em três elementos. Um deles é o Destino porque a personagem tinha dois caminhos para tentar seguir. Ou ela ficava para estar ao lado de adam e passar todos os momentos de sua vida e ainda seguir carreira na escola que ela queria e viver sem ter uma família por perto para acolhe-la com todo o carinho que precisa ou se era a hora de partir dessa para melhor e estar ao lado de sua família no céu com Deus deixando infinitas lágrimas. Eu reconheço esse tipo de sentimento que temos quando vi esse filme. É como você decidir viajar para bem longe e deixar os problemas para trás mas também as coisas boas que você fez para as pessoas que você mais gosta. Como um passeio inesquecível com sua amada ou seu amado ou aquela festa com seus amigos que foi a melhor de todas, um natal grandioso com a família, e por ai vai, porem o problema pode falar mais alto. No mesmo dia quando acaba o passeio, você volta pra casa com ela e aí vocês dois discutem no carro e uma hora acaba batendo no carro de outra pessoa. Aquela pessoa não é boazinha com ninguém e começa uma outra discussão contigo e acaba não tendo fim essa briga. Ou na mesma noite da festa com os amigos você acaba se desastrado com a namorada de outro cara e aí ele acaba discutindo com você e os dois começam uma baita confusão. Ou no dia seguinte após a ceia de natal você vai sair com os amigos a tarde e aí você encontra as mesmas pessoas e retomam a confusão de antes. E quando você esta naquele aeroporto prestes a embarcar você acaba lembrando das coisas boas mas acaba pensando no que foi pior no passado e você não espera embarcar logo. Mas aí você pode acabar decidindo se você quer ir ou não.  A vida é como uma montanha russa. Uma hora estamos em cima, outra estamos em baixo e quando você quer sair dela você pensa como foi que passamos nessa montanha russa. O filme tem esse mesmo sentido. A mia quando ela estava naquela cama de hospital, ela pensou primeiro nos momentos bons do seu passado, ela estava quase no topo da montanha e queria acordar do coma para ver seu amado e seus amigos. Porem depois que ela viu que perdeu a sua família, ela também pensou nos piores momentos que ela passou com adam.

Eles só brigavam por causa da escola onde ela queria estudar no fim do ano e a escola fica em Nova York. Ou seja ela estaria bem longe do adam e seria horrível ele ficar sem ela. O amor por ela é maior do que a distancia onde ela poderia estar. Por isso, ela deveria escolher se ficava ao lado do adam ou ir para juilliard. Depois do acidente, a coisa só piorou para ela.
Outro elemento desse enredo é a dor. Ela perdeu a sua família começando por seus pais. e depois o irmão. Ela foi a única de restou da sua família que estava em coma. Eu já vi pessoas perderem seus entes queridos tanto na televisão quanto de verdade. Eu já perdi meu avô quando completei 10 anos e desde aquele dia eu comecei a ver pessoas morrerem um dia e depois reconheci a morte de grandes nomes no passado. Até hoje eu vejo a dor da perda de alguém que nos deixou. E quando essa perda acontece na sétima arte, é algo que não apreciamos na vida real. me fez lembrar a minha amiga que perdeu o irmão mais velho no afogamento. E no dia em que eu estive no velório, eu me lembrei do filme e foi interessante porque seria essa mesma sensação que adam e os amigos de mia estariam tendo ao verem ela no caixão junto com a família. Todos os hall deitados em um triste, angustiante, doloroso e melancólico caixão velho de marfim.

seeuficar_3
Pra concluir, o ultimo elemento que mais me atraiu nesse filme é a emoção e tensão. Esse seria um elemento e meio. Emoção é de ver um filme do livro de Gayle forman ser igual ao filme do livro de John green “A culpa é das estrelas” onde tem o mesmo enredo e falam de dois jovens adolescentes que são doentes e tem o mesmo caso de amor que os dois de “Se eu ficar”. Tanto que o filme foi conhecido nos Estados Unidos como um novo a culpa é das estrelas. Eu nunca fiz uma critica sobre esse filme, mas em geral, a paciente em estado terminal de câncer que conhece um garoto de uma perna só é um dos casos de amor mais conhecidos na historia do cinema. Porem como o assunto é Se eu ficar, é melhor que deixemos isso para quando o assunto for cinema. Se bem que o filme lembra também, “O invisível” do mesmo enredo que o filme, “E se fosse verdade” que é uma comédia romântica e o grande clássico do cinema “Ghost”. Que fala de um homem que sacrificou sua vida para salvar a mulher dele e vê o que acontece ao seu redor sendo um fantasma. Esses filmes só fazem sentido em um único gênero, o romance, e ficamos emocionados quando um romance como esse mexe com o coração da gente. Mas o que mais mexe com o coração e a tensão quando tudo esta prestes a cair ao seu redor. Quando mia sofreu aquele acidente de carro e entrou no hospital, ela ficou entre a vida e a morte e quando parecia que já estava hora de partir, meu coração ficava batendo e era tensão danada quando parecia ser o fim. O filme seria uma regravação de Ghost e não uma adaptação de Gayle forman e o fim do filme seria a morte dela. Isso seria injusto porque todos imploraram para que ela ficasse mas isso não adiantou muito e todos veriam ela pela ultima vez no funeral dela. Para minha sorte e também a dos fãs da Belíssima atriz Chloë Grace Moretz que mais uma vez mostrou seu talento em seu primeiro romance depois do sucesso que fez no remake de Carrie A estranha, o final desse filme não ficou assim. Só pra quem já viu o filme, sabe o que aconteceu. e esperam pela continuação de pra onde ela foi que já esta nas livrarias. Pra quem não viu, eu recomendo que vejam esse filme e comprar um desfibrilador . Porque ver um filme como esse, faz você ter um ataque do coração. hahahaha.

Se eu ficar foi lançado em 04/09/2014.

REVIEW OVERVIEW
Nota
SHARE
Cine Mundo
Textos produzidos ou divulgados pela redação do site.