CNwAcgnWgAA6SLF

Data de lançamento: 24 de julho de 2015 (mundial)

Direção: Tom Daley

Duração: 1h 22m

Gêneros: Thriller, Filme de ação, Filme policial, Drama.

 

Sempre admiro o trabalho de atores e atrizes que mesmo estando em blockbusters procuram não negar suas atuações para produções independentes ou de baixo orçamento, é o caso de Kaya Scodelario, que estrela Tiger House, filme dirigido por Thomas Daley e com roteiro de Simon Lewis.

Kelly (kaya Scodelario) é uma ginasta promissora com um futuro interrompido, uma jovem de origem pobre que vive um romance com um garoto rico (Daniel boyd), é clichê? É mas se clichê não funcionasse não seria clichê.

831ea7924a7a42b7eb09c9bf9d226092.jpg

Kelly decide passar a noite na casa do namorado, mas tudo isso é escondido porque a mãe dele (Julie Summers) e o padrasto não são de acordo com o namoro dos dois, mais clichê ainda.

Mark (Daniel boyd), é aquele garoto rico que acha que pode tudo, inclusive apontar uma besta para a namorada e causar um acidente que acabou impossibilitando Kelly de seguir no mundo dos esportes, a personagem até cita a possibilidade de vir para o Brasil disputar as olimpíadas em 2016.

Mark é um idiota por que em nenhum momento mostra arrependimento em ter atravessado uma flecha na perna da garota.

Após chegar na casa do namorado, Kelly se depara com um situação incomum, quatro homens armados invadem a casa e fazem Mark e seus pais de refém, os bandidos não notam sua presença, o que fazer então? Tentar chamar ajuda? Mas como se o celular está sem bateria? Outro clichê.

Uma coisa que me incomodou profundamente foi o fato de que Kelly teve muitas oportunidades de sair da casa e chamar ajuda, mas não, ela sempre olhava pela janela aberta e refutava a fuga, como se houvesse motivo pra você desarmado enfrentar bandidos

movie_015010_144177.

O filme foca obviamente em sua estrela kaya Scodelario, que não deixa a desejar, mas também não surpreende, com certeza este não é o melhor trabalho dela, a personagem Kelly é muito sem sentido, não fica aparente o interesse dela ou tristeza por abandonar a ginástica, em vários momentos ela parece inerte com a situação, ou até mesmo que tudo não passa de um golpe sendo executado por ela mesma que na trama está grávida.

TIGERHOUSE_MARCH7th_20

O final poderia ser melhor, ele não fica muito claro a primeira vista e ainda reforça mais o fato de que a família do namorado de Kelly não presta, opinião o twist principal da trama é bem previsível, na verdade ele se torna previsível, se fosse melhor trabalhado funcionaria melhor. o ponto forte é que o diretor conseguiu criar o nivel de tensão necessário para o telespectador seguir acompanhando a trama, que não é arrastada, mas também não é frenética.

Tiger House não é uma grande produção, o cenário é composto apenas por uma casa e nada mais, o elenco tem no Maximo 10 pessoas que não aparecem muito, não espere muito desse filme, meu conselho é que assista somente se quiser conhecer um pouco mais o trabalho de kaya Scodelario.

Trailer do filme

REVIEW OVERVIEW
Tiger house
SHARE
Apenas um cara vivendo entre palavras, imagens e sons dispostos em composição em uma tela