[Crítica] Um momento pode mudar tudo

Hilary Swank em sua vida perfeita.

ujmome

O que conseguia pensar nos primeiros minutos de filme era “Isso é uma versão estendida de algum comercial de margarina”, pois bem esses primeiros pensamentos foram embora logo que a nossa menina de ouro me arrebatou mais uma vez com sua atuação esplendida.

Não é de hoje que sabemos que Hilary é uma boa atriz, não mesmo, mas fazia algum tempo que eu particularmente não via uma atuação de tão alto nível por parte dela.

A história do filme é simples, Kate, personagem de Hilary Swank, é uma mulher centrada que tem sua vida voltada para o marido (Josh Duhamel), tudo está perfeito, o marido a ama e os amigos também, eis que de repente algo inesperado acontece em sua vida, ela descobre que tem E.L.A ( esclerose lateral amiotrófica), ô doença terrível essa, é de uma crueldade imensa um ser humano perder todas suas capacidades físicas e ainda sim ter toda sua capacidade cerebral intacta.

Desgraças a parte, logo após descobrir o rumo que sua vida iria tomar dali pra frente Kate resolve viver como se sua vida continua-se a mesma, com seu marido perfeito e suas amigas.

É obvio que ter uma doença tão complicada e ainda sim conciliar sua vida amorosa e social é algo quase impossível. Kate demite sua cuidadora e está á procura de uma nova, é aí que conhecemos Bec ( Emmy Rossum) uma garota desastrada que não sabe cozinhar e muito menos sabe o que quer da vida.

mercado

O filme é carregado pela amizade que as duas criam ao decorrer das cenas, é bonito ver o tanto que um personagem acrescenta ao outro e como a relação entre eles seria plausível, o filme se sustenta exatamente na relação entre as duas e da excelente atuação de ambas as atrizes.

O diretor apenas erra quando ele tenta simplificar as características principais dos personagens, como por exemplo, a cena em que Bec tem de usar um liquidificador, essa cena irrita um pouco, por que parece que Bec nunca usou um liquidificador na vida.

Emmy Rossum é uma boa atriz, ela evidencia e tenta passar todas as emoções possíveis para o telespectador, o que é imprescindível para sua personagem Bec, já que Bec é uma garota que tem atitudes bem contraditórias.

No geral ‘Um momento pode mudar tudo’ é um ótimo filme que foca principalmente no drama existencial dos personagens e as atuações somadas á boa direção de George C. Wolfe, nas recentes obras que retratam algum tipo de doença os diretores e atores acabam por tomar decisões de atuação e roteiro que por fim são bem clichês, e ver um filme abordar um tema delicado e ainda assim ser bom, é ótimo.

Trailer do filme:

REVIEW OVERVIEW
Nota
SHARE
Apenas um cara vivendo entre palavras, imagens e sons dispostos em composição em uma tela