Já faz um tempo quando eu assisti um vídeo no YouTube onde falava sobre alguns filmes que eram impróprios e que passavam na sessão da tarde. E Elvira estava incluído nessa lista, eu até que concordo, mas tenho algumas coisas que quero destacar diante disso.

Elvira: A Rainha das Trevas, foi lançado em 1988 e foi dirigido pelo James Signorelli. A história é bem simples, acompanhamos a vida da Elvira, que é uma apresentadora de filmes de terror e que tem um grande desejo de fazer algumas apresentações artísticas em Las Vegas. Só que para esse desejo acontecer, ela terá que investir uma certa quantia para assegurar o show. Mas ela não tem essa grana, e por uma certa sorte ela recebe um aviso falando que sua tia avó faleceu e que tem que comparecer na cidade onde sua tia morava pra receber uma parte da herança que ela deixou.

Essa é a parte principal do filme, que também tem coisas relacionadas com bruxaria! Que acaba tornando o filme mais divertido ainda. Mas como todo filme, tem uma pequena mensagem por trás!

Diante de várias brincadeiras com o teor sexual, que é onde a comédia do filme é mais explorada, eu posso dizer com toda certeza que isso não é algo que afetou tanto a infância naquela época. Teve muita gente que pegou essas brincadeiras, mas o teor inocência diante das situações mostradas é algo que tinha bastante na época. Se esse filme fosse lançado hoje em dia, também tenho certeza que seria bombardeado.

Mas o que podemos tirar de interessante desse filme, além de nos divertimos  com a sua comédia?! Bom… Elvira se trata sobre o preconceito em cima das pessoas que são diferentes da gente! No filme temos a Elvira, que é uma mulher linda, com um corpo esbelto e usa um vestido com um grande decote. Fora a maquiagem pesada também! E ela sofre um grande preconceito pelas mulheres da cidadezinha onde a tia avó dela morava. A cidade é bastante conservadora, mas mostra que  as mulheres mais velhas não deixam  que a nova geração saia do padrão exposto por elas. E com a chegada de Elvira na cidade, tudo isso entra em conflito, pois os homens ficam de olho na Elvira e as mulheres ficam com inveja dela.

No filme temos bastante exemplos desse preconceito, como por exemplo, a menina que queria usar maquiagem pra poder ficar mais bonita para o menino que ela gosta, mas a família dela não deixava. Outro exemplo é que as mulheres usam roupas mais comportadas, não chegando a mostrar o corpo. Como a Elvira usa um vestido mais justo, acaba chamando a atenção de todos os homens e uma certa minoria das mulheres ficava indignada. Mas pra falar a verdade o problema daquela cidade era por causa de umas duas ou três pessoas. Porque o resto delas eram bastantes submissas ao comitê que ditavam o que é certo ou errado na cidade.

Essa mulher é o problema de todas as situações…………

A Elvira, que é interpretada pela Cassandra Peterson se tornou um ícone da cultura pop, a personagem ainda  faz um grande barulho nos EUA contendo uma legião de fãs! Posso dizer que Elvira vai um pouco além da comédia, trazendo para o espectador uma pequena reflexão sobre alguns preconceitos que temos dentro da gente.

 

Recadinhos:

  • Esse é o primeiro de três textos que irei publicar em parceria com a Classicline, e no final terá um sorteio de 4 filmes clássicos e posso dizer que esse filme da Elvira está incluído!
  • Essa é a minha visão do tema que foi tratado diante do filme Elvira: A Rainha das Trevas, você pode pensar diferente de mim. Então respeito antes de tudo!
  • Pra você que gosta de filmes clássicos e ainda gosta de DVD e blu-ray, recomendo que entre no site do Classicline! Pois tem filmes excelentes e com ótimos preços                 –> https://www.classicline.com.br/

SHARE
Igor Matheus
Futuro publicitário e mineiro de Belo Horizonte. Sou maluco por filmes,séries,literatura e um grande apaixonado por música. Sou uma das cabeças pensantes do Cine Mundo!!! ^^