‘Flashpoint’ só receberá sinal verde mediante aprovação de ‘Liga da Justiça’

Foi anunciado na Comic-Con desse ano em San Diego que o filme solo do Flash se chamaria Flashpoint e iria adaptar o famoso arco dos quadrinhos em que Barry Allen volta no tempo para salvar sua mãe da morte e termina por gerar um futuro caótico.

Agora segundo Justin Kroll da Variety, o estúdio está com medo da aceitação do público em relação ao Liga da Justiça e só dará sinal verde para a produção mediante o resultado do filme de Zack Snyder, o que faz sentido, já que o arco trabalha muito da desconstrução dos heróis da Liga, sendo que existem várias versões alternativas e sombrias na história.

A história ganhou o nome Ponto de Ignição no Brasil e já foi adaptada para a terceira temporada da série The Flash da CW além de ter sido adaptada para animação em Liga da Justiça: Ponto de Ignição, dentro da trama Barry Allen volta no tempo para salvar sua mãe da morte e acaba por criar um novo futuro caótico e sombrio onde cada personagem do universo muda drasticamente e Barry agora sem poderes deve encontrar uma maneira de consertar seus erros e salvar o futuro da humanidade.

A versão final do roteiro foi entregue por Joby Harold, Robert Zemeckis (De Volta para o Futuro, O Vôo) é o diretor com mais chances de comandar o longo do herói.

“Flashpoint” deve chegar aos cinema em 2020 em data não especificada.

SHARE
Otávio Renault
Nascido em São Joaquim da Barra interior de São Paulo, sou um escritor, cineasta, fotógrafo, desenhista e autor na Cine Mundo, além de um cinéfilo fã de Quentin Tarantino, J.J. Abrams, Neil Gaiman, viciado em séries e leitor de quadrinhos/mangás.