Jennifer Lawrence Critica Desigualdade Salarial e sexismo em Hollywood

Rosalyn Rosenfeld (Jennifer Lawrence) outside the Long Island elementary school in Columbia Pictures' AMERICAN HUSTLE.

 

Lena Dunham, a protagonista e criadora da série Girls, usou sua coluna na Newsletter para publicar o seguinte texto: ‘Por que eu ganho menos que colegas homens?’.
A coluna organizada por Lena contem um texto escrito pela atriz Jennifer Lawrence em que ela critica o fato de seu cachê pelo filme trapaça ter sido 2% menor do que os atores homens (Christian Bale, Bradley Cooper e Jeremy Renner).

“Quando se trata do assunto feminismo, eu tenho permanecido sempre ligeiramente tranquila. Mas com muita conversa vem a mudança, então eu quero ser honesta e aberta e, dedos cruzados, não chatear ninguém. Quando o vazamento da Sony aconteceu e eu descobri o quanto menos eu estava sendo paga do que as pessoas que por sorte têm pintos, eu não fiquei brava com a Sony. Eu tenho raiva de mim mesma. Eu falhei como uma negociadora porque eu desisti cedo. Eu não queria continuar lutando por causa de milhões de dólares que, francamente, devido a duas franquias, eu não precisava.
Eu não queria parecer difícil ou mimada e com base nas estatísticas, eu não acho que sou a única mulher com esse problema. Será que estamos socialmente condicionadas a nos comportarmos dessa maneira? Poderia ainda ser um hábito persistente de tentarmos expressar as nossas opiniões de uma determinada maneira que não ‘ofenda’ ou ‘assuste’ os homens?”.

Escreveu Jennifer.

Atriz ainda defendeu a colega Angelina jolie, que em um dos emails vazados da sony foi chamada de ‘mimada’.

“Isso não tem NADA a ver com a minha vagina, mas quando outro e-mail vazado da Sony revelou um produtor se referindo a uma colega de trabalho durante negociações como uma mulher ‘mimada’, por algum motivo, eu não consigo imaginar alguém dizendo isso sobre um homem”.

o filme Trapaça  recebeu 10  indicações ao Oscar incluindo a de melhor atriz coadjuvante para Lawrence, a lista de atores mais bem pagos do mundo reflete a realidade machista em que a nossa sociedade se vê envolvida onde o cachê feminino esta longe de se equiparar com o masculino.

 

 

SHARE
Apenas um cara vivendo entre palavras, imagens e sons dispostos em composição em uma tela