Netflix anuncia a série ‘Cidades Invisíveis’ de Carlos Saldanha

A Netflix, principal serviço de entretenimento por internet do mundo, anuncia a nova série original Cidades Invisíveis, criada e dirigida pelo renomado diretor brasileiro Carlos Saldanha, animador indicado duas vezes ao Oscar e responsável por sucessos como A Era do Gelo, Rio e o recente O Touro Ferdinando.

No projeto que marca o retorno de Saldanha às filmagens em seu país de origem, o cineasta vai fundo na alma brasileira para explorar sua fé e mistura cultural.

Através de Cidades Invisíveis ele levará a audiência da Netflix em todo o mundo histórias que o povo conta sobre lendas e histórias que as lendas contam sobre o povo.

Na série original de Saldanha, há um submundo habitado por criaturas míticas que evoluíram de uma linhagem do folclore brasileiro. Cidades Invisíveis conta a história de um detetive que se envolve em uma investigação de assassinato, entrando em uma batalha entre dois mundos.

“Este novo projeto marca um momento importante em nossos originais brasileiros à medida em que adicionamos um novo gênero aos diversos conteúdos que temos trabalhado para oferecer aos nossos públicos, desfrutando da mistura cultural que torna o Brasil uma fonte rica e interessante de histórias com apelo universal. Estamos muito animados por fazer isso em parceria com um diretor talentoso e reconhecido mundialmente como o Carlos Saldanha”, disse Erik Barmack, Vice-presidente de Conteúdo Original Internacional da Netflix.

“Cidades Invisíveis é um projeto de paixão de uma vida que me traz de volta a filmar em meu país. Estou emocionado por poder levar um olhar contemporâneo do folclore brasileiro a milhões de pessoas ao redor do mundo conectadas através da Netflix”, disse o criador e diretor Carlos Saldanha.

Com 8 episódios com 1h de duração, Cidades Invisíveis começará a ser produzida no fim de 2018.

SHARE
Otávio Renault
Nascido em São Joaquim da Barra interior de São Paulo, sou um escritor, cineasta, fotógrafo, desenhista e autor na Cine Mundo, além de um cinéfilo fã de Quentin Tarantino, J.J. Abrams, Neil Gaiman, viciado em séries e leitor de quadrinhos/mangás.