Personagens femininas da Netflix enviam cartas empoderando suas versões mais jovens

Em uma ação de marketing da Netflix as icônicas personagens femininas; Sophia Burset (Laverne Cox) de “Orange is the New Black”),  Jessica Jones (Krysten Ritter) e a própria Rainha Elizabeth II (Claire Foy) da mais nova série da  “The Crown” escreveram uma carta com supostos conselhos que poderiam ajuda-las no passado.

A proposta além de promover séries que por si só já trazem um caminho otimista acerca da representatividade, ainda reforçam a reflexão sobre nossos medos e anseios. Confira:

 

Sophia (Laverne Cox) escreve para si enquanto ainda se encontrava oprimida como Marcus e tenta expor a importância da aceitação e o quão gratificante é viver sem medo.

 

netflix_letter_oitnb_sophiaburset_brazilianportuguese_v1-538x807

 

“Querido Marcus, você não está sozinha. Você está com alguém que já se questionou ou duvidou de quem realmente era. Nenhum ódio pode te ferir tanto quanto negar a si mesmo como você se sente. Entenda que, enquanto você se amar, você nunca ficará sozinha. Ah! E suas pernas ficarão com uma aparência ótima! Malhe! Atenciosamente, Sophia.”

 

Já Jessica Jones (Krysten Ritter)  em seu estilo mais direto, ressalta a importância de ajudar o próximo, sem deixar que as opiniões exteriores interfiram em seu bem estar pessoal.

 

netflix_letter_jessicajones_brazilianportuguese_v1-538x807

 

“Jessica, faça algo bom — ajuda a matar o tédio. Sua maior fraqueza é o que ocasionalmente você se importa. O que não te mata te deixa mais estranho… Ou mais forte. Ou um ou outro. E não flerte — apenas diga o que você pensa. Jessica.”

 

A Rainha Elizabeth (Claire Foy) escolheu o viés da calma e paciência, ressaltando os grandes feitos que irão ocorrer em sua vida e a deixará em uma posição de grandíssimo poder.

 

netflix_letter_thecrown_brazilianportugese_v1-538x807

 

“Querida Lilibet, seu reinado é jovem, assim como você. Há muito o que aprender antes que você consiga entender verdadeiramente o caminho que te levará ao seu destino. Você precisa encontrar a coragem para controlar suas emoções, porque com o tempo você controlará coisas muito maiores. Use seu encanto… Mesmo quando você falhar. Mantenha em mente quem você é… E assim jamais terá medo de verdade. Quanto mais firmeza tiver em suas decisões, mais pessoas acreditarão em você. Se fizer tudo isso, você se tornará mais do que uma mulher poderosa. Você se tornará um símbolo. Um exemplo. Um ícone, por eras. Este é seu dever para com sua família, seu país, você mesma… E você nunca, nunca deverá se esquecer disso. Elizabeth R.”

 

E você, se pudesse enviar uma carta dando conselhos a sua versão mais jovem, o que diria?

SHARE
Guilherme Soares
Criador e editor da Cine Mundo, diretor, roteirista e crítico de cinema. Viciado em séries, com um carinho especial pela eterna Six Feet Under e Buffy The Vampire Slayer.