Primeiras impressões: 8ª temporada de “The Walking Dead”

Atenção! Contém spoilers.

A oitava temporada de The Walking Dead estreou no último domingo (22) com o episódio “Mercy“. Além de marcar o retorno da série, esse foi o centésimo episódio da história de TWD.

A volta da temporada traz o início da guerra entre as comunidades aliadas a Rick contra os Salvadores. Como prometido anteriormente pelo elenco e pelo produtor Scott Gimple, o primeiro episódio durou cerca de uma hora e teve muita ação durante as cenas.

Mercy” apresenta pelo menos 4 linhas temporais. Essa estratégia serve para criar um mistério em relação ao que está acontecendo e instigar a imaginação do público, mas acabou prejudicando um pouco a narrativa.

A principal linha temporal é a do cerco ao Santuário de Negan, no que parece ser um plano complexo e muito bem elaborado para derrotar o vilão.

Em um outro momento, Carl e Rick estão juntos em um posto de gasolina. Nesse arco temos uma referência à primeira temporada da série, quando Rick caminha entre carros abandonados. Os enquadramentos foram feitos de maneira idêntica às cenas passadas, mas agora Carl é o protagonista. Um novo personagem foi brevemente introduzido durante essa passagem.

A terceira linha temporal mostra Rick e seus aliados em um gramado, reunidos em uma caminhonete. Eles trocam diálogos motivadores e parece que tudo ocorreu antes do cerco ao Santuário. Tanto aqui quanto na principal linha temporal, Maggie se destaca e mostra que podemos esperar bastante da personagem no decorrer da temporada.

A inserção do flashforward, onde Rick aparece bem mais velho, era aguardada pelos os fãs. O momento em que Rick acorda com barba grisalha faz referência novamente a primeira temporada, quando o personagem acorda do coma no hospital.

As cenas mostram que Rick, Michonne, Carl e Judith sobreviveram a batalha contra Negan e vivem juntos e felizes em Alexandria. Rick mostra sinais de que passou por situações bem difíceis, que deixaram marcas físicas.

A similaridade do episódio com os acontecimentos das HQ’s alegrou os fãs das duas obras. Em uma análise geral, a volta da série foi bem sucedida, mesmo com os tropeços em relação as estratégias narrativas utilizadas para manter o público interessado.

Veja as referências na galeria abaixo

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

REVIEW OVERVIEW
Roteiro
7
Direção
7
Atuações
10
Direção de Fotografia
10
Direção de Arte
10
SHARE
Bianca Carvalho

21 anos, Jornalismo PUC-Campinas. Maratonista de séries, apaixonada por cinema e aspirante a fotógrafa.