[Primeiras Impressões] Lucifer

lucifer-photo-5551d3d6b3fb1-e1433167283348-750x400

O diabo tirou férias

Como todos sabem na semana passada vazou o piloto da série lúcifer, uma produção de Tom Kapinos o criador de Californication. Baseada nas HQs, a série mostra Lúcifer Morningstar (Tom Ellis), sim o cramulhão, o sete pele, o mochila de criança, o pata rachada, que decide tirar férias do inferno e então agora habita Los Angeles.

Logo nas primeiras cenas do episódio vemos lúcifer subornar um policial que está tentando multa-lo, então o vemos por em pratica um de seus principais poderes, fazer com que os humanos contem seus maiores desejos, poder que ao decorrer da trama ganha mais importância do que realmente deve, tudo isso por que a personalidade de lúcifer é um tanto quanto canastrona.

O personagem lúcifer tem sotaque britânico, isso incomoda, não por ser britânico, mas pela necessidade forçada de fazer com que o personagem tenha um charme incomum e irresistível aos humanos, aliás, o personagem aparenta ter uma sexualidade dúbia, dando a entender que qualquer tipo de prazer ou luxúria é igual.Rachel-Harris-Lucifer

O roteiro nos traz uma trama policial, lúcifer ajudou Delilah ,uma jovem mulher, a encontrar a fama, porém ela acabou encontrando o caminho das drogas, aqui o roteiro tenta humanizar lúcifer, fazendo com que o público sinta um tipo de empatia pelo personagem, fazendo com que ele a tente ajuda-la a ficar bem consigo mesma, a dando ótimos conselhos, tentativa frustrada por que ele vê a jovem morrer assassinada.laurengerman

O que levaria o diabo a tentar desvendar a morte de um ser humano, alguma coisa ai tem, é o que veremos somente no ano que vem quando a série estrear. Lúcifer também decide ajudar outra jovem, Chloe (Lauren German), uma policial em que ninguém bota fé, uma jovem em que os poderes de lúcifer não funcionam,  o por que disso veremos nos próximos capítulos.

A série tem todo esse tom policial, o que levou aos fãs dos quadrinhos criarem um pouco de repudio, mas com certeza irá valer a pena assistir, o duro é esperar até 2016 quando de fato a série estreia.

Assista ao trailer da série:

SHARE
Apenas um cara vivendo entre palavras, imagens e sons dispostos em composição em uma tela