Gayby-Baby

Adrian Piccoli, ministro da Educação de Nova Gales do Sul (Austrália), proibiu a exibição de Gayby Baby nas escolas do estado, o documentário mostra a vida de quatro crianças com pais homossexuais.

Houve um grande alvoroço com exibição do filme chegando a atingir os principais jornais do país , logo após, Adrian Piccoli deu a seguinte declaração:

“Ordenei que garantam que o filme não seja divulgado durante as horas de aula”

Maya Newell, diretora do filme, disse:

“Acreditamos firmemente que nosso filme é benéfico para todos os alunos”

O filme seria exibido apenas para os alunos do ensino médio já que é proibido para menores de 15 anos.

Mike Baird, O premiê de Nova Gales do Sul, achou a decisão correta.

“Compreendo a mensagem do filme, que é promover a tolerância, algo que apoio totalmente. Mas isso deve ser feito durante as horas de aula? Acho que não. Deveria ser facultativo? Acredito que sim”.

Ao contrario da opinião nacional australiana, o casamento homossexual não é bem aceito pelo governo vigente no país, apesar de a maioria dos estados já permitir a união civil de casais homoafetivos.

 

Assista ao trailer do filme:

 

SHARE
Apenas um cara vivendo entre palavras, imagens e sons dispostos em composição em uma tela