Resenha: Box As Aventuras do Caça-Feitiço – Joseph Delaney

Título: Box As Aventuras do Caça-Feitiço (6 volumes)

Autor: Joseph Delaney

Ano: 2012

Número de páginas: 1808

 

 

“O ponto mais alto do Condado

É marcado por um mistério,

Contam que ali morreu um homem

Durante uma grande tempestade, quando

Dominava um mal que ameaçava o mundo.

Depois, o gelo cobriu a terra e, quando

Recuou, até as formas dos morros e os

Nomes das cidades nos vales tinham

Mudado. Agora, no ponto mais alto das

Serras, não resta vestígio do que ocorreu

No passado, mas o nome sobreviveu.

Continuam a chamá-lo de

Wardstone

A pedra do guardião.”

 

Série infanto-juvenil escrita por Joseph Delaney e publicada pela editora Bertrand Brasil, conta com treze livros até o momento, sendo que apenas oito desses volumes foram traduzidos para o nosso idioma. Pode ser encontrada a venda em diversos sites e lojas físicas, no formato de box com os seis primeiros volumes: O Aprendiz,  A Maldição, O Segredo, A Batalha, O Erro e O Sacrifício ou separadamente. Fora os treze livros da série, existem mais três paralelos, intitulados: O Conto do Caça-feitiço (2009), As feiticeiras de Wardstone (2010) e O Bestiário do Caça-Feitiço (2010).

A série em si, conta as aventuras de Thomas J. Ward, que sendo o sétimo filho de um sétimo filho se vê obrigado a seguir os passos de John Gregory, o caça-feitiço da região. No primeiro livro, intitulado o Aprendiz, Thom já tem contato com Alice, uma importante personagem que o ajudará e atrapalhará muito no desenvolver da história.

Seu primeiro ano de ensinamento é baseado nos ogros, mas para deixar bem claro que toda a aventura nunca seria propícia para o jovem aprendiz, logo se depara com um imenso desafio, deter sozinho Mãe Malkin, uma perigosa feiticeira com sede de sangue, que por um erro seu, conseguiu sair da cova.

Nos demais livros Thomas enfrentará feiticeiras, ogros, deuses da antiguidade e até o próprio Diabo, que fará de tudo para que ele não termine os seus ensinamentos incluindo utilizar Alice como principal ferramenta para o fracasso de seu inimigo, o único que ainda pode manter as forças do mal longe do Condado.

Uma eletrizante aventura, que prende o leitor do começo ao fim, nos deixando com aquela sensação de quero mais, surpreendendo a cada nova página virada. Joseph Delaney consegue maravilhosamente prender a atenção e conquistar o leitor, não só infanto-juvenil como indicado e sim de todas as idades e gostos. Por serem livros de fácil entendimento, são super indicados para presentear aquelas pessoas que estão entrando no mundo da leitura agora. Particularmente, em todos os anos de leitura que tenho, nunca encontrei uma série nesse estilo que me surpreendesse tanto.

“Se você acredita que pode fazer alguma coisa, metade da batalha estará vencida antes mesmo de começar.”

Vale ressaltar que para quem gosta de efeitos visuais, o primeiro e o segundo livro da série foram adaptados para o cinema em um único filme, com o título de “O Sétimo Filho”, sua estreia nas telonas foi em janeiro de 2014, com grandes nomes do cinema, como Bem Barns (Príncipe Caspian – Crônicas de Nárnia) que interpreta o protagonista Thomas.

 

Trailer do filme:

 

 

REVIEW OVERVIEW
Nota
SHARE
Jakline Costa
Historiadora, escritora e leitora voraz, passo os meus dias lendo e pesquisando assuntos novos.