[Resenha] Maze Runner: Arquivos | James Dashner

Maze Runner: Arquivos
Autor: James Dashner
Série: Maze Runner
Autor: James Dashner
Editora: V&R
Ano: 2014
Nº de Páginas: 76

Com a proposta de responder algumas das questões que ficaram em aberto nos outros quatro livros da saga, Maze Runner: Arquivos, permite que os leitores tenham acesso à documentos confidenciais, entre eles: e-mails trocados entre os funcionários do C.R.U.E.L., memorandos que deveriam ter sido destruídos logo após serem lidos e uma seleção das lembranças de alguns dos Clareanos.

Escrito em forma de memorando, o livro é divido em três partes: Arquivos confidencias, Correspondência recuperada e Memórias suprimidas. Os arquivos relatam fatos ocorridos desde antes a criação do Labirinto até os acontecimentos que marcaram o local, passando por relatos sobre o surgimento do Fulgor e pelas lembranças de alguns dos personagens mais importantes da história. Com diálogos entre médicos e funcionários sobre o comportamento dos clareanos é possível formar uma opinião concreta sobre os objetivos do C.R.U.E.L.

Apesar de não alcançar o objetivo de responder todas as perguntas ou sanar todas as dúvidas, o livro permite um olhar diferenciado para os acontecimentos dos volumes anteriores trazendo diferentes pontos de vista e ângulos de observação para a trama. Como possui um perfil esclarecedor e revelador recomenda-se ler esse volume apenas após ter concluído a leitura de toda a saga.

Maze Runner: Arquivos, também escrito por James Dashner, conta com as ilustrações de Marcelo Orsi Blanco, que permitem ao leitor visualizar com uma clareza ainda maior alguns dos trechos mais impactantes da história.

REVIEW OVERVIEW
Nota
9.2
SHARE
Juliana Schmidt
Sou do tipo que chora em filmes, séries e livros, por isso mesmo me considero uma apaixonada. Reparo em coisas que pouca gente presta atenção como figurinos, cenários e trilhas sonoras.