1sds

Titulo: O que há de estranho em mim
Autora: Gayle Forman
Número de páginas: 224
Ano: 2016
Editora: Arqueiro

 

Finalmente mais uma resenha de um livro da autora Gayle Forman, algumas pessoas podem estranhar que eu esteja fazendo a resenha por causa dos livros dela serem mais para o lado do público feminino. Particularmente eu gosto bastante dos temas que a autora apresenta nos seus livros. E esse me chamou ainda mais a atenção. Apesar de várias coisas clichês que contém na obra, eu realmente gostei do livro. E agora saibam o porque disso.

‘’Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.

Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.

Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.’’

Brit é uma adolescente aparentemente normal, que adora tatuagens, cabelo colorido e toca em uma banda de rock. Ela não curte bebida alcoólica, não fuma e é contra drogas. E o problema  é que ela não é compreendida pelo seu pai, que agora só dá ouvidos a sua nova esposa que a Brit odeia. A vida dela piora ainda mais quando em uma certa viajem com a sua família, ela é mandada para a instituição Red Rock.

Os pais das garotas que estão nessa instituição acabam mandando suas filhas para poder moldar sua personalidade, para que nunca mais elas se metam em encrencas e percam seus vícios. Mas o que eles não sabem é que estão mandando suas filhas para um lugar horrível. A Red Rock tem vários métodos bem estranhos, como por exemplo xingar as outras jovens, andar no sol ardente, carregar pedaços de concreto e entre outras coisas. Na instituição tem um esquema de níveis, onde conforme for a obediência dentro da instituição a pessoa vai subindo de nível, e quem está em um nível acima tem várias regalias, cada nível tem a sua vantagem.

Brit fica bastante brava, pois acha que a culpa era da sua madrasta! Achando que foi ela que incentivou o seu pai para que ele a deixasse lá. Agora sofrendo bastante, ela conhece as garotas: V, Bebe, Martha e Cassie que juntas acabam formando um clubinho, onde que cada uma ajuda a outra a superar seus problemas dentro da instituição. Brit vê que ela não encontrou apenas amigas, e sim irmãs que a faz ser forte pra suportar tudo que está vivendo na Red Rock. Principalmente nas terapias do xerife, que é um homem bem suspeito e das consultas com uma doutora que nem é formada em psicologia.

Diante de todos esses problemas, Brit acha que vai ficar igual a sua mãe, que tem esquizofrenia. Ela acha que o pai dela a mandou para lá por causa desse motivo também. Agora com os seus sentimentos a flor da pele e principalmente por causa de estar ainda mais apaixonada pelo Jed (Um dos integrantes da banda que ela tocava), ela bola um plano pra acabar com a Red Rock e livrar todas as meninas dessa instituição, um outro motivo que faz ela ter essa decisão é que sua amiga Martha acabou hospitalizada em estado grave por causa dos procedimentos da instituição.

O livro contém vários clichês de uma história teen, como por exemplo: A menina ser apaixonada pelo integrante da banda, o grupo de amigas conter sempre uma patricinha e uma gordinha, entre outras coisas..

Mas o que vale mais é a mensagem que a autora passa,sobre que muitas vezes os adolescentes começam a ter suas ”fases” e desenvolvem sua personalidade e estilo. Muitos Pais acham que mandando para um reformatório pode ajudar em alguma coisa, mas isso é totalmente errado! Uma coisa é o filho se envolver em drogas e outras coisas ruins, mas por exemplo o filho ter uma outra opção sexual, chega a ser um absurdo.

O que há de estranho em mim é uma história legal com um tema muuito interessante,Gayle Forman com certeza está na minha lista de autores favoritos, e pra quem curte a temática, recomendo bastante ler esse livro. 🙂

 

REVIEW OVERVIEW
Nota
SHARE
Igor Matheus
Futuro publicitário e mineiro de Belo Horizonte. Sou maluco por filmes,séries,literatura e um grande apaixonado por música. Sou uma das cabeças pensantes do Cine Mundo!!! ^^