Miles Teller é um jovem americano que começou a sua carreira aparecendo em curtas-metragens em meados de 2004. Em 2011, o ator foi indicado ao prêmio de melhor ator coadjuvante no Chlotrudis Awards e ao prêmio revelação do Festival Savannah, ambos no mesmo ano por sua atuação como Jason em “Reencontrando a Felicidade” (2010), que é produzido e estrelado por Nicole Kidman.

Melhores filmes do Miles Teller

Teller participou de duas franquias que sofreram duras retaliações dos críticos e do público, a primeira foi como Reed Richards em “Quarteto Fantástico”, tido por alguns como um dos piores filmes de super-heróis dos últimos tempos, infelizmente isso prejudicou muito uma possível sequência. A segunda foi na adaptação literária, “Divergente”, na qual o ator vivia Peter Hayes e o longa acabou ficando sem um final devido ao fracasso de bilheteria do terceiro filme. Mais tarde, foi levantada a possibilidade de adaptar a saga para a TV, e quando questionado sobre o seu possível retorno na série, o ator foi direto em sua entrevista para o Screen Rant, declarando: “Não, eu não vou fazer isso. Não vai rolar para mim”.

Deixando os deslizes de sua carreira de lado, vamos falar dos bons filmes do ator. Abaixo elaboramos uma lista com os 5 melhores filmes do Miles Teller.

 

Whiplash – Em Busca da Perfeição (2014)

Whiplash é dirigido por ninguém menos que Damien Chazelle (“La La Land”), uma produção independente do gênero drama que teve cinco indicações ao Oscar como “Melhor Mixagem de Som”, “Melhor montagem”, “Melhor ator Coadjuvante”, ambas o filme venceu e “Melhor filme” e “Melhor roteiro adaptado” nas quais foi apenas indicado.

No filme, Miles Teller é Andrew Neiman, um garoto extremamente focado no seu oficio de baterista da orquestra de Jazz da Shafer, considerada a melhor escola de música do país, no entanto, os métodos do professor Terence Fletcher (J. K. Simmons) são questionáveis. Miles entrega um dos melhores trabalhos de sua carreira se dedicando completamente a este papel durante uma das cenas práticas na bateria, na qual o seu esgotamento é real. Além disso, o ator que já tocava bateria, adicionou aulas intensivas 4 horas por dia, 3 vezes por semana, para aperfeiçoar seu trabalho.

 

O Maravilhoso Agora (2013)

“O Maravilhoso Agora” é baseado em um livro de mesmo nome, no filme Miles é Sutter Keely, um adolescente que tinha tudo o que precisava, um trabalho, um carro, uma namorada, a vida dele era focada em viver o momento. Até que ele conhece Aimee Finicky (Shailene Woodley), que lhe mostra uma percepção diferente do mundo que ele idealizava.

O ator já mostrou ser ótimo em dramédias, mas aqui ele entrega uma performance excepcional e o filme conta com um final surpreendente. “O Maravilhoso Agora” chegou a ser selecionado nos festivais de SXSW e Sundance. Neste último, recebeu o prêmio especial do júri de melhor elenco em um filme dramático.

 

Sangue pela Glória

Um drama voltado para esportes dirigido por Ben Younger e com produção de Martin Scorsese. Na trama, baseado em fatos reais, o lutador Vinny Pazienza (Miles Teller), enfrenta diversas adversidades de sua carreira, mas com a ajuda de seu treinador Kevin Rooney (Aaron Eckhart), ele vai lutar com todas as suas forças para conquistar o título mundial.

O filme apresenta uma ótima atuação de Teller, além de um roteiro bem escrito que deixa transbordar os sentimentos e o entusiasmo desse campeão e ainda traz uma mensagem motivacional.

Aqui o ator prova ser capaz de fazer grandes mudanças corpóreas, ficando muito parecido com o lutador e a sua interpretação é madura e mostra o quanto ele vem evoluindo a cada filme.

 

Honra ao Mérito (2017)

“Honra ao Mérito” é um título concedido ao militar herói de guerra, tradução adaptada do título original, “Thank You for Your Service”, filme que mostra a realidade de muitos soldados americanos que após a guerra ficam cheios de traumas e não conseguem se reintegrar com a família e nem voltar ao mercado de trabalho devido ao seu psicológico abalado. Baseado no livro homônimo de David Finkel, o longa tem ótimas atuações e mostra a realidade de muitos que ao voltar da guerra tem que encarar uma realidade desoladora. Miles Teller apresenta mais um personagem forte, um soldado que está transtornado, mas é o suporte emocional de muito de seus companheiros de guerra, lidando ainda com a sua esposa e os dois filhos. A sua atuação se destaca em diversos momentos, seja ao expor uma intimidade repleta de sinceridade com seus amigos, como também na forma que interioriza muitas emoções e os demônios que guardou consigo durante a guerra e que no decorrer do filme são revelados e nos fazem entender a sua jornada.

 

Cães de Guerra (2016)

Mais um filme baseado em fatos reais, dessa vez, inspirado em um artigo da revista Rolling Stones, escrito por Guy Lawson, que contava a história de dois amigos que viraram grandes comerciantes ilegais de armas. Esse foi o primeiro filme do diretor Todd Phillips fora do gênero de comédia e ele se saiu muito bem narrando a jornada de Efraim Diveroli (Jonah Hill) e David Packouz (Miles Teller).

A química entre os atores tornou a história muito fluída, enfatizando mais uma vez o talento de Teller, que aqui vive um massagista que leva uma vida simplista até que  descobre que a sua esposa está grávida e ele acaba aceitando o trabalho sujo de seu amigo, mesmo rejeitando o rótulo de “Traficante de Armas”. O ator mostra mais uma vez que está sempre pronto para sair da sua zona de conforto, sendo um dos melhores de sua geração.

SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação, adoro ensinar e trocar conhecimento. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.