5 assuntos abordados na 5º temporada de “Eu, tu e ela”

Contém Spoilers

Chegamos a quinta temporada de “Eu, tu e ela” a relação poliamorosa entre Izzie (Priscilla Faia), Emma (Rachel Blanchard) e Jack (Greg Poehler) foi longe demais e este é o material mais inferior que foi apresentado, mostrando que este ciclo precisa ser fechado porque várias possibilidades já foram exploradas na atração.
Nessa temporada, a falta da de Carmem (Jennifer Spence) foi sentida, a mudança repentina de Lala (Enid-Raye Adams) é questionável, mas a evolução de Nina (Melanie Papalia) é um dos feitos mais interessantes, e o casal Jack e Emma passam a temporada numa perseguição de “gato e rato” com a Izzy.

Aqui eu separei para vocês alguns assuntos que são pincelados na temporada:

1 – Vocação Profissional

Uma das tramas mais interessantes de acompanhar é a de Nina, mesmo mestranda em psicologia ela desiste de seguir na profissão e decidi trabalhar como bartender no bar de seu namorado Shaun (Patrick Gilmore), mas ainda não satisfeita ela começa a questionar a sua vocação profissional, procura um coach de carreira para poder ser ajudada na sua empreitada, porém o feeling do que ela de fato gostaria de fazer estava dentro de si mesma, ela precisava de um empurrãozinho, coragem e apoio e através de Nina conseguimos enxergar que sempre vale a pena rever as nossas prioridades e pensar que independentemente da idade, sempre é tempo de se reinventar.

2- Término de Relacionamento

Emma, Jack e Izzy tiveram várias fases e na quinta temporada eles estão separados porque Emma e Jack sempre impunham a Izzy os seus planos, e como maioria acabavam prevalecendo. Ao final da quarta temporada ela desiste do casamento por não enxergar que os seus desejos prevaleciam na relação a três, e nos 10 episódios da 5º temporada eles precisam superar as fases do término, mas não me parece uma tarefa fácil para eles que não vivem um sem o outro.

3- App de poliamor

O poliamor é uma forma de se relacionar com duas ou mais pessoas desde que haja honestidade entre os envolvidos, por exemplo: a pessoa pode abrir o seu relacionamento e informar ao seu parceiro que se envolveu com outros ou outras, namorar duas, três ou mais pessoas ao mesmo tempo, entre outros. Uma modalidade de relacionamento que ainda enfrenta preconceito pela sociedade e muitos tabus e para modernizar e buscam pessoas que compactuem da mesma filosofia Jack e Emma baixam na busca por uma nova pessoa para encaixar na relação, mas será que eles vão conseguir suprir o vazio de Izzy dessa forma?

4- Rompimento com os amigos

O casal Carmem e Dave (Ennis Esmer) ficaram ricos, após Dave se tornar um escritor de literatura infantil e Emma e Jack tinham feito um acordo com o casal de amigos para morarem no bairro Portland para sempre, porém com dinheiro, Dave começa a estudar a possibilidade de mudança o que abala completamente o casal que está querendo seguir com seus planos. É importante para percebemos que na amizade, as pessoas precisam segui outros rumos e a distância não pode ser um fator para rompimento de laços é possível manter uma relação de cumplicidade mutua e recíproca poderá ser mantida.

5- Amadurecimento

No geral, a série tem um clima de despedida ainda não se sabe se haverá uma 6ª temporada, porém o que fica muito nítido é que os personagens amadurecem a Izzy consegue se impor melhor, a Nina se encontrar profissionalmente e assumir o seu amor e a Emma e o Jack começam a aceitar que fazer planos é bom, mas fatores externos acontecem e tudo pode mudar. Ficando claro aos espectadores que não importa a forma ou rótulo da sua relação os problemas vão acontecer e apenas o amor é capaz de vencer.

SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação e pós graduando em Gestão de Comunicação Digital e Mídias Sociais. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.