“A Menina Que Matou Os Pais” e “O Menino Que Matou Os Pais” são adiados pela Galeria Distribuidora e a Santa Rita Filmes

Os lançamentos de A Menina Que Matou Os Pais e O Menino Que Matou Os Pais foram adiados devido ao Coronavírus.

Veja abaixo o comunicado:

A saúde e o bem-estar do público são prioritários para a Galeria Distribuidora e a Santa Rita Filmes. Por esta razão, o lançamento dos filmes A MENINA QUE MATOU OS PAIS e O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS, sobre o caso Von Richthofen, será adiado pela pandemia de Coronavírus (Covid-19), decretada pela Organização Mundial da Saúde. As empresas estão acompanhando o cenário e, até o momento, mantêm a estreia dos longas em 2020, ainda sem data definida. A Galeria Distribuidora e a Santa Rita Filmes lamentam por qualquer desconforto.

Baseados nos autos do processo, os longas têm roteiros escritos pela criminóloga Ilana Casoy e pelo escritor Raphael Montes.

A direção dos dois filmes é de Mauricio Eça. A produção é da Santa Rita Filmes em coprodução com a Galeria Distribuidora e o Grupo Telefilms.

Os filmes estreiam em 2020, mas não há uma data definida.

SHARE
Otávio Renault
Nascido em São Joaquim da Barra interior de São Paulo, sou um escritor, cineasta, fotógrafo, desenhista e autor na Cine Mundo, além de um cinéfilo fã de Quentin Tarantino, J.J. Abrams, Neil Gaiman, viciado em séries e leitor de quadrinhos/mangás.