His Dark Materials e Euphoria dentro da apresentação da Warner Media, na CCXP Worlds

A HBO esteve presente na CCXP Worlds com seus dois cartões postais, o primeiro deles é His Dark Materials que também teve um painel ano passado, a atriz Dafne Keen que interpreta Lyra Belacqua acabou tendo um contratempo e não pode comparecer, mas este ano ela esteve presente e falou um pouco da sua relação com Lin-Manuel Miranda, dos bastidores e um pouco de sua personagens e a importância de mulheres em papéis empoderadores.

“Infelizmente, vivemos em um mundo em que garotas não veem muitas heroínas femininas e mulheres empoderadas. Acho que isso está acontecendo mais agora, mas temos um longo caminho a percorrer. Acho incrível que His Dark Materials mostra uma jovem mulher que não usa o fato de ser mulher como uma arma. Isso é bem raro”, disse Dafne Keen.

Amir Wilson também esteve presente e falou um pouco da relação de seu personagem Will Parry e o John Parry, interpretado por Andrew Scott. “Veremos muito mais de John Parry na 2ª temporada, uma grande expectativa para isso. John Parry e Will não têm muitas cenas juntos, mas as que eles realmente têm são importantes”. Concluiu o ator.

A série caminha para o seu quarto episódio e pode ser vista na HBO e caso tenha perdido algum episódio pode conferir tudo no HBO GO.

E chegou a hora de falar da Zendaya a vencedora mais jovem de um Emmy de melhor atriz de série de drama e mais do que merecido, né?

Junto com o ela estava Sam Levinson e eles falaram um pouco sobre o relacionamento do elenco, o suporte que um concede para o outro após gravações de cenas tão densas e sobre o número musical de Zendaya “Mas, como eu estava dizendo, se tem alguém para quem eu faria um número musical, esse é Sam Levinson. Ele sempre encontra uma forma de tornar algo especial e eu confio nele, então, se ele decidir fazer isso de novo, vamos ver”, comentou a atriz.

A atriz também falou sobre a icônica cena da primeira temporada que Rue implora para que Fezco lhe entregue mais drogas, enquanto ele se recusa e Zendaya revelou um pouco por trás dessa cena.

“Lembro daquele dia como se fosse ontem. Parte porque foi um dia bem longo, eu fiquei lá fora chorando por, tipo, eu não sei, devem ter sido seis horas. Eu estava aterrorizada com aquela cena desde o momento que li, mas também empolgada. Era um momento poderoso no roteiro”.

Levinson também fala um pouco sobre o que diferencia esses dois episódios especiais dos demais episódios de temporada da série:

“É um episódio situado entre as temporadas 1 e 2 e mergulha em Rue e Ali. É totalmente diferente, o tom é diferente. Enquanto antes tínhamos menos diálogos, aqui foi o contrário, tivemos praticamente só palavras. Acho que isso nos deu a oportunidade de ir mais fundo no coração e na alma dessa garota, vendo a natureza do vício, o arrependimento.

(Como é) tentar ficar limpo quando é mais jovem e tentar ficar limpo quando se é mais velho e você já perdeu muito. Acho que essa é uma dinâmica interessante. Rue ainda está no começo de sua vida, enquanto Ali já viveu bastante e os dois sofrem com os mesmos problemas. Mas Rue ainda tem muito a perder e a oportunidade de mudar. A decisão é dela”.

O episódio especial lançou ontem e pode ser visto na HBO GO.

SHARE
Andreza Nunes
Nascida em Recife, jornalista por formação e pós graduando em Gestão de Comunicação Digital e Mídias Sociais. Acredito que o cinema é uma arte enriquecedora que pode promover reflexões, mudanças e propiciar a fuga da realidade.